ZILLI PNEUS

Artigos e Notícias

Dicas

Conheça 8 tipos de desgaste dos pneus, suas causas e possíveis soluções

Conheça 8 tipos de desgaste dos pneus, suas causas e possíveis soluções

Com o tempo de uso, é possível perceber sinais de desgaste nos pneus. No entanto, muitos casos mostram um consumo irregular. Por isso, é importante conhecer os principais tipos de desgaste e entender como agir em cada caso.

IMPORTÂNCIA DE VERIFICAR O DESGASTE DOS PNEUS?

Quando o pneu é consumido de forma irregular, é possível verificar que sua estrutura tem áreas que não são tão resistentes. Nessas situações, ao passar por buracos, por exemplo, o pneu pode estourar.

Além disso, o desgaste desigual dos pneus representa um risco a mais em pistas molhadas e em curvas fechadas.

Por isso, é fundamental saber quais são os principais tipos de desgaste dos pneus, suas possíveis causas e como solucionar o problema para evitar acidentes.

TIPOS DE DESGASTE DOS PNEUS

  1. Desgaste normal rápido

Esse tipo de desgaste é caracterizado por pneus com baixo rendimento quilométrico.
Se comprou os pneus em uma loja de confiança, dificilmente o problema será a qualidade.

Por isso, é importante verificar:

● Condição das estradas onde circula
● Clima e temperatura
● Adequação do pneu ao veículo
● Potência do veículo
● Velocidade e estilo de condução

Caso uma ou mais causas sejam identificadas, a principal dica é escolher pneus adequados às condições de utilização e condução. Além disso, também é recomendado dirigir respeitando as condições da estrada.

  1. Desgaste unilateral
    Esse desgaste é marcado pelo consumo mais acentuado em um dos lados da banda de rolamento. As possíveis causas desse problema são:

● Alinhamento falho
● Excesso de carga e peso mal distribuído no veículo

Para evitar que isso ocorra, é indicado fazer o alinhamento do carro, verificar a direção e a suspensão e respeitar o limite de peso definido pelo fabricante.

  1. Desgaste crescente de um bordo a outro

Esse tipo de desgaste não apresenta arestas ou rebarbas na escultura e pode acontecer por:

● Eixo com sobrecarga
● Câmber excessivo

Câmber é o grau que mede a inclinação da roda em relação a um plano vertical em contato com o solo e pode ser:

  • Positivo: quando as rodas estão mais perto da parte onde tocam o solo, fazendo com que os desgastes na direção sejam menores
  • Negativo: quando as rodas estão mais perto na parte de cima, provocando maior desgaste interno do pneu, das juntas e do rolamento

Para resolver esse tipo de desgaste dos pneus, a dica é evitar sobrecargas e, muito importante, corrigir as anomalias mecânicas.

  1. Desgaste central

O consumo maior no centro do pneu pode afetar o equilíbrio do veículo. Por isso, você deve ficar atento a:

● Pressão excessiva
● Pressão inadequada às condições de utilização

Para evitar essa situação, dois cuidados são muito importantes: verificar a pressão dos pneus com frequência e fazer a calibragem de acordo com a pressão indicada no manual do proprietário.

  1. Desgaste nos ombros

Esse desgaste acontece nas bordas do pneu, na região que une o centro da banda com as laterais do pneu.
As possíveis causas desse problema são:

● Pressão insuficiente
● Sobrecarga
● Vazamentos

Nesse caso, a responsável pelo desgaste é a baixa pressão, pois aumenta a área de contato dos pneus com o chão. Para evitar que isso ocorra, é necessário: verificar a pressão dos pneus com frequência, respeitar o peso máximo por pneu e consertar possíveis fugas de ar.

  1. Desgaste localizado

Desgaste pronunciado em uma ou várias áreas, podendo apresentar um aspecto liso. Suas principais causas são:

● Bloqueio dos pneus
● Ponto duro nos travões
● Forte travagem de emergência
● Avaria no sistema de travagem
● Derrapagem transversal

Para resolver essa situação é recomendado: evitar o bloqueio dos pneus, avaliar e reparar o mecanismo de travagem e examinar o funcionamento do ABS.

  1. Desgaste irregular

Esse tipo de desgaste dos pneus não tem um padrão exato, mas acontece quando a manutenção não é realizada corretamente. Entre as principais causas do problema estão:

● Falha no rodízio de pneus
● Folgas na suspensão ou na direção
● Desequilíbrio nos conjuntos rolantes
● Montagem incorreta do pneu ou do par
● Anomalia no sistema de travagem
● Pressão insuficiente

Para evitar problemas, é indicado: verificar a suspensão, a direção e os travões, assim como a montagem, equilíbrio e pressão dos pneus. Além disso, se a situação for constante, a dica é analisar o alinhamento.

  1. Desgaste por condução desportiva
    Esse desgaste é caracterizado pela degradação da borracha por efeito do calor, o que resulta em consumo pronunciado nos ombros, flancos e rebarbas do pneu.

Entre as possíveis causas dessa condição, destaca-se:

● Condução agressiva e intensiva em zonas irregulares

Para solucionar o problema, as dicas são: utilizar os pneus indicados para o tipo de condução e evitar a condução desportiva, especialmente em áreas acidentadas.

CONCLUSÃO

Os principais tipos de desgaste dos pneus podem ser evitados com a manutenção correta do veículo. Para isso, é fundamental escolher um estabelecimento qualificado.

A Zilli Pneus é referência na venda e recapagem de pneus Michelin e conta com uma equipe especializada em serviços de oficina. Fale conosco pelo e agende um horário para cuidar dos seus pneus com quem entende do assunto.

Pagamento parcelamento no cartão de crédito
Pagamento parcelado
no cartão de crédito
Descontos especiais para pagamento a vista
Descontos especiais
para pagamento à vista
Compre os pneus e ganhe a montagem
Compre os pneus e
ganhe a montagem
Garantia de qualidade das melhores marcas
Garantia de qualidade
das melhores marcas